Skip navigation

Apresentação geral do livro: Este livro conta-nos a vida de uma senhora que descobriu, depois de dois meses de a neta ter partido para a América, que tinha uma doença mortal. Uma vez que os médicos lhe davam seis meses de vida, decidiu começar a escrever um Diário sobre o passado dela para que, depois de morrer, a neta pudesse ler.

A senhora conta que um dia ofereceu à neta o livro ‘’O principezinho’’ e que as personagens que ela mais gostava eram a rosa e a raposa. A neta pediu à avó uma rosa e uma raposa. A rosa deu-lha, mas como era quase impossível dar-lhe a uma raposa, decidiu dar-lhe um cão, ao qual deu o nome de Buck.

Num certo dia, depois de adulta, a neta disse a avó que ia para a América. Ao despedir-se disse ‘’Toma conta da rosa e do Buck’’. A avó ficou magoada com a despedida da neta mas logo a seguir percebeu que ao dizer aquilo dizia que tinha uma parte da neta com ela.

Um dia, ao escrever o diário, a avó contou que no dia do acidente da filha lhe tinha dito que o suposto pai não era seu pai. No final desse dia, a senhora recebe a notícia segundo a qual a filha tinha tido um acidente, que ficou cinco dias em coma e que ao sexto morreu, morreu sem saber quem era o pai biológico.

O pai biológico trabalhava nas termas onde a mãe tinha ido passar três semanas. Foi no café dessas termas que se conhecera e começaram a falar. Passavam tardes e noites juntos. Depois de três semanas, na despedida, prometeram escrever-se um ao outro sempre que pudessem. Durante um ano comunicaram através das cartas, tinham-se apaixonado e ela decidiu voltar às termas. Ficaram muito próximos um do outro, e houve uma altura em que a senhora chegou-se ao pé dele e segredou-lhe ao ouvido ‘’Quero um filho’’. Como ele era casado, a senhora voltou para casa, mas quis ter a filha.

Reacção pessoal ao livro: Gostei muito do livro, achei-o interessante e porque me identifiquei muito com uma personagem.

Leitura, registo e ilustração elaborados por: Sofia Graça, N.º 20, 8ºC

 

2 Comments

  1. Oi~
    ” Uma vez que os médicos lhe davam seis meses de vida ”

    contando os dias para ir é só não é viver..este é tortura

    {v,v} isso é *triste*
    sento-me mal para esta senhora

    de qualquer ..
    LOL xD boa escolha do livro, bom trabalho ~!!

  2. Um livro apaixonante!
    Terminei-o ontem e fiquei com um nó na garganta, por pouco não chorei.
    Está muito bem escrito, sob a forma de carta, quase diário, por uma das personagens do livro, a avó Olga.
    Conta a história de 3 gerações e é única e exclusivamente relatado pela personagem que indiquei no parágrafo anterior, sem haver nenhum diálogo, facto que não tem qualquer importância e que nem sequer é lembrado.
    Altamente recomendável!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: