Skip navigation

No conto Saga, Hans entra em conflito com o seu pai, porque este se opõe ao seu sonho de ser marinheiro.

No entanto, o jovem não desiste dos seus objectivos, a ponto de abandonar Vig e a sua família, que nunca mais verá.

hans_porto1

Reflecte sobre as atitudes de Hans de Sören. Para te ajudar, aqui ficam alguns tópicos:

  • a fuga de Vig por parte de Hans foi um acto de coragem ou de fraqueza?
  • em nome dos sonhos, a personagem abdicou de tudo: casa, conforto, segurança, família. Concordas com esta atitude?
  • o rapaz não acatou a vontade do pai, desobedeceu-lhe e enfrentou-o. Comenta o seu comportamento.

 

Bom debate!🙂

16 Comments

  1. Penso que a fuga de Hans foi um acto de coragem pelo facto de desobedecer ao seu pai e não se importar com as consequências pois só o seu sonho importava. A sua atitude penso que foi a mais correcta pois apesar de estar a contrariar a vontade do seu pai, fez aquilo que achou melhor pois era o que ele mais queria fazer desde pequeno. O comportamento de Hans pode não ter sido de todo o mais correcto pelo facto do seu pai ficar chateado com ele e o ele lhe desobedecer também não é o mais correcto, mas o querer atingir os seus objectivos, o querer seguir os seus sonhos que tinha desde muito cedo e a vontade e o coração falarem mais alto do que a vontade do seu próprio pai, penso que é óptimo porque Hans já tinha o seu futuro bem definido, e não quis de todo abdicar dele. 🙂

  2. Boas🙂
    Concordo da opinião da Renata. Foi realmente um acto de coragem Hans desobedecer a seu pai, sair de casa e partir sem rumo, abdicando de tudo, menos do seu sonho de ser marinheiro. Foi super corajoso ao enfrentar desta forma este novo caminho, mesmo sabendo que lhe traria certos perigos, mas não desistiu! Penso que o fez por ser um rapaz corajoso e mesmo muito determinado! Concordo que devemos seguir os nossos sonhos e fazer o possível para os concretizar, mas eu na situação dele acho que não tomaria a decisão que ele tomou. É certo que ele tinha uma vontade enorme de ser marinheiro e talvez não houvesse outra maneira de o ser senão esta, mas mesmo assim, eu não tinha coragem suficiente para o fazer. Mas ‘há pessoas e pessoas’, por isso..😀

  3. =}
    quando o rapaz ” não acatou a vontade do pai, desobedeceu-lhe e enfrentou-o. ”
    ..ele sacrificou , com os seus sonhos , mas os sonhos no fim de tudo , são só sonhos , só sonhos .
    se ele achou os sonhos dele vêm ao real , ele vai querer mais e mais .
    sonhos darem Esperança para viver, mas os humanos nunca terão bastante sonhos

    este acto é um resultado de coragem misturada com a fraqueza.

    mas se ele ficava esperar todo o seu vida , sem fazer o que é que fez , o destino dele vai ser diferente mas não é necessário melhor .

  4. Em relação ao sonho, acho que todos devemos seguir os nossos, agora o tema, o comportamento não foi o melhor,(nem pior), mas podia ter sido diferente, por um lado compreendo que os pais não podem decidir o nosso futuro, por outro o filho devia de ter escutado mais e tentar perceber a situação inteira, antes de fazer ou dizer algo.

  5. olá…
    Eu na minha opinião acho que Hans teve uma atitude de coragem pois enfrentar o pai e seguir um caminho sem rumo é muito arriscado,eu concordo com os dois comentários anteriores e espero que mais pessoas comentem. adeus e até a próxima.

  6. ah !!!! Bom desenho Professor….:)

  7. Boas🙂

    Eu acho que ele teve uma atitude correcta pois como o seu pai não o deixava seguir a profissão que queria (ser marinheiro) logo arranjou maneira de ser o que sempre tinha sonhado ser.
    Se fosse eu faria o mesmo porque era o um sonho tornado realidade. Acho que devemos sempre seguir os nossos sonhos…
    Hoje estou muito sentimental não?? Loool
    😉

  8. Olaaaaa😀

    Eu acho que Hans teve uma atitude justa porque ele queria ser marinheiro mas o seu pai não o deixava pois tinha medo que lhe acontece-se alguma coisa logo ele arranjou maneira de seguir o seu sonho: fugir. Acho que se fosse eu faria o mesmo pois cada pessoa tem sonhos e esses sonhos são para ser realizados.

    Beijinhosss🙂

  9. Olá😀
    Na minha opinião, a fuga de Hans foi um acto de coragem, pelo facto de ter contrariado o pai e de o ter confrontado com o seu sonho, de abandonar tudo o que tinha ‘construído’, …
    Penso que Hans ao fugir de Vig apenas pensou no seu sonho, no seu futuro e na sua opção de vida, e não naquilo que estava a deixar para trás e a rejeitar. Todos devemos realizar sonhos, mas penso que os devíamos conciliar com tudo de importante na nossa vida e, antes, pensar se essa é a decisão certa, se é isso que queremos… Contudo, percebo a decisão de Hans, por vezes, sentimos que temos que tomar decisões, abdicar de tudo para chegarmos lá. No seu caso, a ‘voz’ dos sonhos falou-lhe mais alto.😀 Este desejo de ser marinheiro era mais forte do que ele e foi por isso que Hans tomou esta decisão.
    Penso que muito bom ver uma pessoa que abdica de tanto para chegar aos seus desejos e sonhos, mas eu, pessoalmente, não teria tanta coragem para chegar a alguns sonhos e desistir de outros ou de algo.😀
    P.S : Se alguém quiser ser como Hans, nunca desiste, penso que é o segredo!😛

  10. penso que foi um acto de coragem pois Hans nunca desistio do seu sonho que era ser capitão de um navio mesmo que isso nao fosse o que o pai dele queria e penso que enfrentar o pai custasse o que custasse para mim é um acto de coragem

    Penso que ele tomuo a decisão correcta pois ele sentia que ser capitão de um navio iría ser o seu fururo, a sua carreira ,e por isso acho que abdicar tudo pelo nosso fururo julgo que está correcto, mesmo que isso envolvesse a família

    Abdicar do apoio da nossa familia, do amor do próprio pai, de tudo aquilo que temos , de tudo aquilo que fizemos; para correr atrás de um sonho, é um acto de coragem e de determinação.
    Eu pessoalmente, teria a mesma atitude, sabendo á partida que muitas coisas não me iriam correr como eu tinha planeado, no entanto o desejo de realizar “sonhos”, é muito forte , consegue vencer tudo….

  11. buéda cool hehehehehh

  12. Boas!!!
    Eu acho que a decisão de Hans foi um acto de coragem, logo o seu sonho foi mais forte e preferiu abdicar de tudo para concretiza-lo… No seu caso eu acho que fez bem, ou seja, não desistiu, mas não sei se faria o mesmo (também o meu sonho é completamente diferente.) acho que tinha de estar nessa situação para descobrir o que faria. Também acho que o pai poderia ter reflectido melhor, talvez encontrar “um ponto de equilíbrio” entre a sua opinião sobre o futuro de Hans e, a própria decisão de Hans, mas foi realmente corajoso ao enfrenta-lo, pois no texto Sören foi descrito com uma personalidade forte e solene. Hans, não desistindo do seu sonho mostrou ser bastante “forte”, não só por ter sido corajoso ao enfrentar o pai, mas sim por ter conseguido o que sempre quis, pelas suas mãos.
    :;

  13. Eu concordo com a Marta, a fuga de Hans é em si um acto de coragem, sem dúvida, mas maior foi a sua fraqueza ao fugir sem reflectir bem no que estava a deixar para trás. Mais tarde arrependeu-se dessa sua desisão e mostrou mais uma vez “fraquesa” quando com medo da reacção do pai não voltou a Vig, vivendo toda a sua vida com esse peso na consciência.
    É claro que se deve seguir os sonhos, mas acho que devemos conciliá-los com o que temos, principalmente a família, porque se não o fizermos, quando finalmente alcançar-mos os nosso sonhos, provavelmente já não nos vão “saber” a nada…
    Quanto à atitude de Hans ao discutir com o seu pai, acho que fez bem em defender o que queria para o seu futuro.

  14. Olá😀
    Eu concordo com a Carlota e com a Marta pois Hans ao fugir demonstrou muita coragem, vontade de perseguir o seu sonho e aquilo em que acreditava e todos devemos fazer isso pois assim conseguiremos ser felizes, mas a fraqueza dele foi mesmo nao ter reflectido nos seus actos nem ter pensado na dor que aqueles que mais o amavam iriam sentir.Na minha opinião é muito bom conseguirmos concretizar os sonhos mas se não estivemos ao lado da nossa família , amigos e daqueles que nos apoiam incondicialmente não vai valer de nada pois não temos ninguem que nos filicite.
    Acerca da discussão penso que os dois tinham razão e argumentos fortes. Sören queria proteger o seu filho do perigo que é o mar e não queria passar por aquilo que o amigo passou. Hans queira perseguir o seu grande sonho de ser marinheiro.

  15. Olá😀
    Eu acho que Hans foi muito corajoso, visto que enfrentou o pai para concretizar o seu sonho. Acho que a atitude não foi tão correcta porque abdicou de tudo para ser marinheiro e depois nunca mais viu as pessoas que amava. Ao enfrentar o pai, Hans não foi correcto, mas, ambos tiveram
    razão quando discutiram. Sören queria proteger o seu filho e Hans queria ser forte ao enfrentar o pai para poder concretizar o sonho de ser marinheiro.

  16. Eu concordo com quase toda a gente, eu penso que Hans foi muito corajoso ao abandonar a família para a concretização de um sonho, mas digamos que eu não teria estofo para largar a minha casa, a minha família, os meus amigos em fim a minha vida.
    Eu penso que foi um acto um bocado triste , mas eu percebo a atitude de Hans , ás vezes temos de abdicar de coisas por mais importantes que sejam para realizarmos os nossos sonhos.
    Ps: Eu sei que fui quase a ultima a responder, mas quando fui ver o nosso blog,não reparei no poste , como vi um desenho pensei que fosse uma apresentação !


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: